III Curso de Qualificação da Assistência Técnica em Sanidade dos Caprinos e Ovinos acontece em Jeremoabo

Foi realizado entre 3 e 6 de agosto, no município de Jeremoabo, Território do Semiárido Nordeste da Bahia, o III Curso de Qualificação da Assistência Técnica e Extensão Rural em Sanidade dos Caprinos e Ovinos realizado pela Associação Regional de Convivência Apropriada a Seca (ARCAS) e Agência Estadual de Defesa Agropecuária da Bahia (Adab).

O curso teve como objetivo inserir a Assistência Técnica e Extensão Rural no processo de educação sanitária, discutir as estratégias de prevenção, controle e/ou erradicação das doenças de importância econômica na caprinovinocultura, a exemplo da Febre Aftosa, Raiva dos Herbívoros, Scrapie, Tuberculose, Brucelose ovina, Artrite Encefalite Caprina – CAE, Maedi Visna, entre outras. Visa também uma melhoria do sistema de vigilância sanitária sobre essas enfermidades, na medida em que os serviços de assistência técnica e extensão rural passam a ter uma relação mais próxima com a defesa agropecuária, informando-a rotineiramente sobre as suspeitas de ocorrências sanitárias observadas nas propriedades atendidas. Ao todo, participaram do curso 32 profissionais entre Médicos Veterinários, Técnicos em Agropecuária e Agentes Comunitários da ARCAS e entidades parceiras locais.

Foi abordado ainda o papel da defesa agropecuária como pré-requisito ao desenvolvimento da caprinovinocultura, as estratégias de ação da defesa agropecuária, e do Serviço de Inspeção de Produtos de Origem Animal e o manejo sanitário, dando maior ênfase ao controle das parasitoses dos pequenos ruminantes. Foram discutidos ainda aspectos relacionados à atividade no Estado da Bahia e, especialmente, no Território do Semi-Árido Nordeste II, cujo rebanho local é de 50.595 caprinos e 171.307 ovinos, conforme o Censo Agropecuário 2006 do IBGE, distribuídos em 18 municípios, dentre os quais se destacam na produção de caprinos e ovinos, Euclides da Cunha, Jeremoabo e em menor escala, Ribeira do Pombal, Coronel João Sá, Cícero Dantas, Pedro Alexandre, Sítio do Quinto e Nova Soure.

Este curso faz parte das estratégias do Programa de Sanidade dos Caprinos e Ovinos do Estado da Bahia, da Adab. “Após a consolidação da parceria com a pesquisa, que vem enriquecendo a cada dia a base de conhecimentos da defesa agropecuária no Estado, chegou o momento de levar esses conhecimentos para a assistência técnica e extensão rural, que está na ponta, no dia a dia das unidades de produção familiar de caprinos e ovinos”, explica o coordenador do Programa de Sanidade dos Caprinos e Ovinos da Adab, Antonio Maia.

“A Arcas e a Adab já estão discutindo novas estratégias para o fortalecimento de sua parceria na região, sobretudo no apoio ao desenvolvimento da agricultura familiar produtora de caprinos e ovinos, a exemplo do cadastramento sanitário e da implantação de um projeto piloto de vacinação contra Linfadenite Caseosa, conhecida popularmente como Mal do Caroço, e responsável por grandes prejuízos à caprinovinocultura nacional”, finaliza Maia.

Ascom/Adab

Diogo Vasconcelos

3116-8461/841