Avanço na Caprinocultura Leiteira em Sergipe

No ultimo dia 9 de junho, em Nossa Senhora da Gloria, foi dado um importante passo para o ressurgimento da Caprinocultura leiteira, em Sergipe. Coordenada pelo Agrônomo e Diretor da ENDAGRO, Dr. Bernardo Lima, contou com a presença da Dra. Salete Dezem, Diretora Técnica daquele órgão, alem de Drs. Ari e Aurélio do escritório local da empresa e Josevam, (SIE-ENGADRO). Tendo em vista todo potencial técnico e material da ENDAGRO, respaldada pelo Governo do Estado isso já se mostra importante. A FACCOS foi representada na ocasião pelos diretores de comunicação e pelo Dr. Jivan, Diretor Jurídico, alem dos associados Marcos Salgado, (ASCOC-CANINDE) e D. Mario (Fazenda da esperança - ASCOSA-GARARU), e Gilton Aragão e Adauto, alem de outros integrantes de associações de criadores da região.

Uma participação importante foi a do Sr. Manoel, chefe da unidade da CONAB, em Sergipe, que explanou as condições para participação de nossas associadas nas compras implementadas por aquela instituição. Segundo o Sr. Manoel, é imprescindível que a Associação esteja certificada pela Inspeção Estadual ou Federal, estar com as certidões negativas de débitos: INSS, RECEITA FEDERAL E DIVIDA ATIVA DA UNIÃO (SAEM JUNTAS) e FGTS. Manoel informou que via MDS, cada produtor familiar pode fornecer por ano R$3.500,00 e mais R$3.500,00 via MEC, alem disso o MDA, disponibiliza uma aquisição de R$10.500,00, a venda é feita através das associações sendo o dinheiro repassado aos produtores. Visto que cada prefeitura deve adquirir 30 % de suas compras na agricultura familiar, essas aquisições somadas garantem uma boa movimentação para os laticínios permitindo sua sobrevivência até a conquista de outros mercados. No ato ficou acertado que a ASCA, com sua marca de pioneirismo, será a primeira a fornecer, numa parceria com o Laticínio União do Assentamento Barra da Onça, que processará 100 L do leite produzido pela ASCO até que esta seja certificada. 

Na reunião foram apresentados os projetos desta Federação e ficou acertada a montagem de um comitê coordenado pelo escritório da ENDAGRO em Gloria, que deverá se incorporar ao que já temos composto pela FACCOS, SEDETEC, SEBRAE, EMBRAPA e FBB (BB).  Foi cogitada uma possibilidade da ENDAGRO estar participando junto com a FACCOS num programa de inseminação artificial para melhoria do rebanho (isso ainda será discutido).

Informamos ainda que no dia seguinte seria fechado o projeto dos ADRS, onde faltam ajustes finais para a contratação dos 20 técnicos e um veterinário que darão suporte as ações da FACCOS e dos demais parceiros.

A opinião geral foi de que a reunião foi uma das mais proveitosas, foi consenso de que a Cabra leiteira é um importante agente de desenvolvimento social, e de que a atividade deve ser tratada como um negócio, Dr. Bernarod salientou que é diretriz do Governo do Estado, a busca pelas atividades com essa características e que a presidência da Endagro, assumiu esse compromisso. A diretoria da FACCOS se soma a mais esse esforço de desenvolver a caprinovinocultura do Estado.
 
Murilo Gomes
Diretor de Comunicação - FACCOS
79 - 8115 9930